quinta-feira, 25 de novembro de 2010

AZUL LINHAS AÉREAS BRASILEIRAS recebe primeiro ATR72


PR-AZR "AZUL, BLANC ET ROUGE" F-WKVB
Eurospot - TLS

Jetairfly Recebe 737-800 com o novo Boeing Sky Interior


Boeing

SkyTeam formaliza aceitação da Garuda


Presstur
A companhia aérea indonésia Garuda, que entre 2007 e 2009 esteve na “lista negra da União Europeia e, como tal, interditada de sobrevoar o espaço aéreo europeu, vai ser o novo membro da aliança Sky Team, liderada pelo grupo Air France – KLM e pela Delta Airlines.
Uma informação da aliança diz que o protocolo de adesão foi assinado na terça-feira e que até 2012 deverá estar concluído o processo de integração.
A imprensa francesa destaca que a Air France assinalou a integração da Garuda na aliança como um factor importante para o seu desenvolvimento no Sudeste Asiático, destacando que a companhia indonésia acrescentará à rede da SkyTeam 30 novos destinos, bem como propiciará melhores conexões para a Ásia – Pacífico.
As notícias referem ainda que a Garuda já tem acordos de cooperação com algumas companhias que fazem parte da SkyTeam, designadamente com a Korean Air, a Vietnam Airlines, a China Southern e a China Airlines.

Air Mauritius (nova imagem) ATR72, (s/n 921) 3B-NBN "Ile aux Aigrettes"

Europsot - TLS

euroAtlantic designada “parceiro estratégico” da nova TLA - Timor-Leste Airlines


Presstur
A euroAtlantic, companhia aérea de Tomaz Metello, seu presidente, e do Grupo Pestana, foi designada “parceiro estratégico” da TLA - Timor-Leste Airlines, que se apresenta como “companhia de aviação de bandeira” de Timor Leste e prevê iniciar a actividade no primeiro semestre do próximo ano com voos regionais e domésticos.
Um comunicado divulgado em Dili diz que a TLA é um projecto da MVTL, SA, “uma sociedade de direito timorense constituída pelos principais impulsionadores deste empreendimento” e que “lidera um consórcio que reúne um conjunto alargado e transversal de interesses privados timorenses que reuniu o capital necessário à constituição da companhia de aviação de bandeira nacional, tendo adoptado a designação - Timor-Leste Airlines (TLA)”.
O comunicado, assinado por Vasco Carrascalão da Silva, enquanto CEO da MVTL/TLA Consortium, diz também que “a TLA designou como parceiro estratégico a companhia de aviação portuguesa EuroAtlantic Airways (EAA)”, a qual já é também accionista de referência da STP Airways, de são Tomé, em parceria com o Estado são-tomense.
“Da EuroAtlantic Airways será efectuada a transferência de tecnologia, know-how e equipamentos indispensáveis à operação da TLA”, especifica o comunicado, no qual se refere que no passado Sábado, dia 20, Vasco Carrascalão da Silva, pelo Consórcio Timorense, e Eugénio Fernandes, da EuroAtlantic Airways, assinaram em Díli um Protocolo de Entendimento, “tendo em vista a prossecução do empreendimento”.
A TLA, que já tem um website activo em www.timorlesteairlines.com no qual tem disponível um “Information Statement” indica nesse documento que o projecto prevê a oferta de voos domésticos e internacionais.
O documento diz também que a TLA terá cinco aviões para as rotas internacionais e dois para as domésticas.
A informação refere ainda que outros membros da MVTL são Mário Fialho, fundados da International Aviation Services Assistance, da área de manutenção de aviões, e Elias Labib, especialista em operações de voo e handling.
O comunicado divulgado em Dili na sexta-feira, em que é anunciada a parceira com a euroAtlantic, diz que “a TLA irá transportar para Timor-Leste entre 150 mil a 250 mil passageiros/ano durante os primeiros cinco anos de actividade, gerando uma receita média anual para o País de cerca de 300 milhões de dólares (USD)”.
O comunicado diz ainda que “a TLA vai criar perto de 300 postos de trabalho directos e estimular o emprego indirecto de mais de cinco mil pessoas

Copa Airlines assina acordos de leasing para mais dez Boeing 737-800

Presstur
A Copa Airlines, que aderiu à Star Alliance, anunciou a assinatura de um acordo de leasing para mais dez aviões Boeing 737-800, cinco para entrega em 2011 e os restantes durante 2012, elevando a suas encomendas em firme para 33 aviões, todos do mesmo modelo.
O aumento da capacidade vai permitir seguir adiante com os planos de expansão da rede e vai coincidir com a previsão de conclusão da obra de expansão do aeroporto de Tocumen do Panamá o que irá dar um espaço adicional superior a 50% à companhia em meados de 2011, diz uma nota da Copa Airlines que cita o CEO Pedro Heilbron.